QUALIDADE E SEGURANÇA DO PACIENTE

Padrão de Qualidade: tratar o paciente, suas necessidades e preferências. Qualidade para nós do Hospital Santa Filomena é sinônimo de Segurança, Humanização e Bem-Estar.

Significa acolher nossos pacientes com relacionamentos que coloquem suas necessidades e preferências em primeiro lugar e, ao mesmo tempo, oferecer uma infraestrutura com os mais avançados recursos da medicina.

Nossa abordagem – que inclui também o zelo com familiares, visitantes, cuidadores, funcionários e comunidade – se traduz comprovadamente no que é mais importante: uma medicina segura e com bons resultados para os pacientes.

O Hospital Santa Filomena norteia seus padrões de qualidade por meio de critérios estabelecidos por importantes sistemas de acreditação em qualidade hospitalar.


DIREITOS DO PACIENTE - VEJA COMO A POSTURA DO PACIENTE PODE GARANTIR A EXCELÊNCIA DO ATENDIMENTO:

• Fale para o médico sobre seu histórico de saúde, mesmo se ele não perguntar;

• Organize antecipadamente o que pretende falar ao médico. Destaque tudo o que acha prioritário e faça um resumo. Não se perca em comentários imprecisos. Seja objetivo e relacione a frequência e a intensidade dos sintomas;

• Se a linguagem do profissional é técnica demais, peça para que explique de forma simplificada. Não permita que dúvida alguma permaneça. Não tenha vergonha de perguntar quantas vezes forem necessárias.
• Exames de laboratório podem ou não ser úteis. Certifique- se com o médico se há ou não necessidade de solicitá-los tendo em vista o seu quadro clínico;

• Antes da coleta de amostras, certifique-se de que os frascos estão identificados corretamente com seu nome completo;

• Nos casos de exames de imagem, pergunte se será necessária a ingestão ou injeção de substâncias para contraste.
• Informe-se sobre seu tratamento, horários de medicação e comunique ao médico quaisquer dificuldades em relação a isso, seja em falar com a enfermeira ou em ser prontamente atendido ao apertar o botão de assistência;

• Se houver mudança no tratamento, informe-se com o seu médico os motivos, os riscos, as conseqüências e expectativas que achar pertinentes;

• Solicite ao médico que as receitas sejam redigidas de forma legível e por extenso, sem abreviaturas. Caso não entenda o que está escrito, pergunte;

• Tomar dois remédios ao mesmo tempo pode ser perigoso. Informe seu médico se estiver tomando outros remédios e verifique se a interação medicamentosa não apresenta riscos a sua saúde ou ao seu quadro clínico atual;

• Ao comprar remédios na farmácia, sempre verifique se o nome e a concentração do produto estão de acordo com a receita médica.
• Tire todas as suas dúvidas em caso de procedimentos invasivos;

• Procure conhecer os profissionais que responderão pelo seu atendimento, desde a enfermeira até o médico responsável;

• Se não se sentir confortável para a realização do procedimento, explique suas necessidades ao médico. Se mesmo assim não se sentir a vontade, peça uma segunda opinião;

• Em caso de cirurgias, procure conhecer o anestesista e certifique-se de que ele conhece seu histórico de saúde, a existência ou não de alergia a medicamentos, tratamentos realizados atualmente, necessidade ou não de suspensão de certos tipos de medicações e possíveis restrições ao tipo de anestesia escolhida para o procedimento;

• Um procedimento de segurança simples consiste em você dizer, antes da operação, seu nome, data de nascimento e a cirurgia a qual será submetido. Trata-se de uma forma da equipe se certificar sobre quem você é e qual é o seu caso;